Táxi, Uber, aluguel de carro ou transporte particular na Itália? O que é melhor?

agosto 02 2021

Táxi, Uber, aluguel de carro ou transporte particular na Itália? O que é melhor? Afinal, qual é a melhor forma de se locomover na Itália? Qual é a melhor forma de chegar ao meu hotel partindo do aeroporto? A verdade que ninguém te conta sobre os meios de transporte na Itália.

Alugar um carro, andar de Táxi, pedir um Uber ou contratar um transporte particular na Itália (Ncc)?

Estas e outras perguntas são muito comuns quando estamos planejando uma viagem. Quando viajamos uma das nossas maiores preocupações é saber como vamos fazer para nos locomover na cidade, ir do aeroporto ao hotel, visitar um determinado ponto turístico etc.

Nessas horas o que mais queremos é um transporte confortável,  eficiente, seguro e por um preço justo. Sendo assim, os primeiros meios de transporte que vem à nossa cabeça são táxi, Uber e também é claro, alugar um carro.

Mas, será que estes três são os melhores meios de transporte para se locomover na Itália?

Será que eles são tão seguros e confortáveis como todo mundo diz? 

Neste artigo nós vamos te revelar a verdade sobre estes meios de transporte que geralmente os blogs e sites não costumam contar.

Afinal de contas, quem é que gosta de mostrar perrengues não é mesmo? Ainda mais em uma viagem! Confira!!

Diferenças entre Táxi, Uber, transporte particular (Ncc) e aluguel de carro na Itália?

O Táxi, o Uber, o transporte particular (Ncc) e carro alugado são geralmente os meios de transporte mais populares entre turistas e viajantes que prezam pelo conforto. Saiba mais sobre cada um deles!

1. Aluguel de Carro

Alugar um carro é uma ótima forma de se locomover pela Itália, principalmente para quem procura mobilidade e conforto.

Contudo, alugar um carro no país não é tão simples e tão prazeroso quanto parece e além disso, pode ser a forma mais cara de locomover pelo país.

Antes de mais nada é importante saber que para dirigir na Itália você precisa de uma série de documentos:

  • Passaporte
  • Cartão de crédito com um bom limite – entre 1000 a 10.000 euros – tudo depende do tipo e valor do carro que estará alugando
  • e a PID ( permissão internacional para dirigir) emitida pelo Detran OU uma tradução juramentada (portanto por tradutor oficial) em cartório da sua CNH.

Sem estes documentos em mãos, não tem como alugar um carro no país.

 Além disso, algumas locadoras locais costumam ter preços muito atraentes, porém é melhor ficar de olho, pois algumas vezes o carro é velho, ou você pode cair no golpe do “arranhado” (quando aparecem batidas ou arranhados na hora da entrega). Já as confiáveis e grandes costumam cobrar um preço muito alto pelo aluguel de um automóvel.

Não esqueça também todo o custo que você terá com o carro na viagem, que inclui pedágios, estacionamentos e é claro, gasolina. Ás vezes a gente esquece dessa conta!

Outro problema muito recorrente quanto a alugar um carro na Itália é encontrar uma vaga para estacionar. Afinal, a maioria das cidades italianas são pequenas e com ruas bem estreitas. 

Em contrapartida são centenas e milhares de turistas e italianos circulando pela cidade, o que acaba resultando em uma escassez de vagas. No verão então que é alta temporada, se você não acordar muito cedo para chegar nos lugares é impossível conseguir uma vaguinha que seja.

Prepare-se para perder horas da sua viagem rodando pelas cidades atrás de um lugar para estacionar.

2. Táxis 

Assim como no Brasil e em outros países do mundo, infelizmente o golpe dos “táxis falsos” ou “falsos Ubers”é bem comum na Itália nos aeroportos e estações de trem. Afinal, à primeira vista  é muito difícil distinguir um táxi de verdade e que tenha autorização do governo para dirigir de um táxi falso. Lembre-se, na Itália todos tem taxímetro e ele deve sempre estar ligado!

Geralmente, você só descobre no final da corrida quando eles cobram um valor absurdo e aí então já é tarde demais. Se você se recusar  a pagar o valor exorbitante, prepare-se para ser xingado. 

Além disso, o golpe da “voltinha” de táxi também é comum em motoristas não idôneos. Assim, alguns táxis geralmente ficam parados em pontos estratégicos como aeroportos, estações de trem e próximos aos principais pontos turísticos das cidades. Eles costumam oferecer para te levar em passeios, hotéis, restaurantes etc. Uma vez que você aceita e entra no táxi, alguns taxista de má índole dão as famosas “voltinhas” até te deixar no local de destino. No final, o preço da corrida sai muito mais cara!

3. Uber na Itália

 Na Itália não existe o serviço de Uber como nós conhecemos, pois ao contrário do que acontece no Brasil e nos EUA, o serviço de motorista de aplicativo não é tão eficiente e não faz tanto sucesso.

Em primeiro lugar porque a classe dos taxistas na Itália é muito poderosa e logo que o Uber chegou ao país eles imediatamente se manifestaram contra e em algumas cidades ele é mesmo proibido com por exemplo em Florença!

Desse modo, o serviço de Uber na Itália ocorre em algumas cidades, posso citar Roma e Milão, com motoristas particulares (Ncc, portanto autorizados como transporte) que circulam somente fazendo esse serviço. O que acontece é que não é rápido (porque há poucos que aderiram) e nem muito menos barato (porque eles optaram por ser um serviço mais luxuoso) como acontece no Brasil. Pelo contrário, usar o táxi muitas vezes  é muito mais barato. 

Além disso, não espere pedir um carro pelo aplicativo e que em questão de minutos o motorista estará chegando ao seu hotel ou ao local onde você está. Pela frota de carros da Uber na Itália ser muito reduzida, o motorista pode levar até mesmo horas para ir te buscar, dependendo da cidade.

4. Transporte particular (Ncc)

NCC  significa “noleggio con conducente” (aluguel de transporte com motorista),  e nada mais é do que uma licença concedida pelo governo para a realização de transfer particular na Itália.

Sendo assim, o serviço é uma ótima alternativa ao Uber, pois disponibiliza ao turista a possibilidade de ter um transporte à disposição, conduzido por profissionais especializados, bem como veículos autorizados a transportar pessoas, com hora marcada, à sua disposição, e com preço fixo.

Além disso, o serviço do Ncc é muito bem organizado e especializado, pois o valor pago é acordado previamente com o turista. 

No final, além de pagar muito mais barato, você já consegue programar com antecedência seus gastos com transporte, o que é bem difícil quando usamos táxis ou  alugamos um carro, por exemplo. 

Afinal, qual é a melhor forma de se locomover na Itália?

Tudo vai depender de algumas :

  • do seu orçamento
  • do quanto você valoriza a segurança durante a sua viagem
  • e da praticidade que você procura

Sem dúvida, para quem quer fazer uma viagem tranquila, relaxante e sem estresse a melhor forma de se locomover no país é usando o transporte particular (Ncc).

Ele é a forma mais segura, confortável e que tem o melhor custo benefício.

Contudo, é muito importante que você contrate o serviço antecipadamente com uma agência de confiança para que você tenha a certeza que o serviço será prestado e para garantir os melhores preços.

A nossa empresa oferece os melhores serviços de Ncc  em todas as regiões da Itália. Temos transfer privativos para aeroportos, estações de trem e portos. Trabalhamos com carros dos mais diversos modelos e tamanhos e por isso você não precisa se preocupar com suas bagagens. 

Fazemos passeios de meio dia, um dia inteiro e até de bate e volta  pelas regiões mais lindas da Itália.

Nossos transportes são adaptados com rampas em algumas cidades da Itália para pessoas com necessidades especiais.

 Além disso, nós temos motoristas a disposição em todas as cidades do país para te levar a qualquer hora para onde você quiser. 

 Oferecemos o melhor para você, pois nossa missão é proporcionar uma viagem inesquecível e única. Entre em contato e reserve já!

Write a Reply or Comment